Qual a melhor dieta para ganhar massa muscular?


Alimentação e suplementos são fundamentais para quem quer ter um corpo definido

O segredo para um corpo saudável está na alimentação. O que ingerimos influencia em como nosso corpo é moldado. Portanto, se você quer ganhar massa muscular, não adianta somente pegar pesado na musculação. O primeiro passo é prestar atenção no que você come. Uma dieta que vise o ganho de massa muscular precisa ser baseada em um tripé de proteínas, carboidratos e lipídios.

Vamos ganhar massa muscular?

As proteínas são fontes de aminoácidos, os blocos de construção dos nossos músculos. Por isso, quem quer ganhar massa muscular deve comer proteínas em todas as refeições, principalmente aquelas que fornecem aminoácidos essenciais, que não são produzidos pelo corpo e precisam ser adquiridos através da alimentação.

Carboidratos, por sua vez,  fornecem energia. A glicose que o corpo obtém através do consumo de carboidratos é armazenada na forma de glicogênio, o estoque de energia do corpo. O glicogênio fornece energia rápida durante as atividades físicas, o que permite a sua execução adequada. Sem essa fonte de energia, ou seja, sem consumir carboidratos de maneira adequada, o corpo utiliza as proteínas, causando diminuição no ganho muscular.

Lipídios, ou gorduras, geralmente são vistos como vilões, mas também são bastante úteis para o processo de crescimento muscular. Eles são fonte de energia, assim como os carboidratos, e estão envolvidos na produção de testosterona, hormônio essencial para a produção de músculos. O mais recomendado é que se consuma lipídios insaturados, provenientes de vegetais e peixes, e se evite os saturados, encontrados na carne vermelha, por exemplo.

Suplementos e compostos

Os suplementos alimentares servem como um complemento da alimentação. Alguns deles visam a eliminação de gordura ou o aumento da energia, mas os mais famosos são aqueles que aumentam a massa muscular.

O Composto Anabólico Funcional 60 Doses da Miligrama auxilia no ganho de massa muscular, reduz a fadiga muscular, estimula a liberação de hormônios como a testosterona, além de ser fonte de vitaminas e minerais antioxidantes. Ele é composto por cinco extratos vegetais e até mesmo suas cápsulas são feitas de tapioca, o que o torna 100% recomendável para vegetarianos e veganos.