Entenda o que é e como ocorre a fibrose


Muito comum após cirurgias plásticas, a fibrose é uma cicatriz interna que está presente nos locais operados

Você já ouviu falar de fibrose? Ela é uma formação ou desenvolvimento de tecido conjuntivo num local como parte do processo de cicatrização.

Dessa forma, podemos dizer que a fibrose é uma cicatriz interna que é formada em todos os locais de um processo cirúrgico. Ela pode estar presente desde em pequenos orifícios de lipoaspiração até grandes cirurgias de abdômen, por exemplo.

A fibrose oferece algum risco?

Caso ela seja pequena e controlada, ela é absolutamente normal e faz parte da recuperação do corpo que passa por uma cirurgia.

Contudo, caso ocorra dores e deformação na região da cirurgia, isso quer dizer que há uma fibrose anormal. Por isso, é preciso realizar um acompanhamento de perto e realizar o pós-operatório completo.

Como é o tratamento?

Se a fibrose for do tipo anormal, o tratamento depende do local em que a cirurgia foi realizada.

Por exemplo, em uma lipoaspiração, a drenagem linfática ajuda a minimizar a fibrose, pois retira o líquido acumulado na região operada. Quanto mais líquido retido, maior será o espaço que o corpo deverá ocupar com cicatriz.

Se a fibrose for recente, ou seja, com menos de um mês, existem alguns tratamentos que são mais indicados como: ultrassom estético, carboxiterapia e endermoterapia.

Na celulite também ocorre a fibrose e ela é responsável pelo indesejável efeito “casca de laranja”, uma cicatriz interna no tecido adiposo que juntamente com o edema forma o aspecto irregular de depressão na pele, dificultando ainda mais a circulação local.

Além disso, você pode optar por medicamentos via oral, principalmente os manipulados naturais, como o Dimpless da Miligrama, que ajuda na prevenção e redução da fibrose. Que tal conhecer? Acesse nosso site e saiba mais.